CARREGANDO

Digite para buscar

Branded Content Festival/Prêmios Produtoras

Vem aí a segunda edição do WHEXT

Share

Whext de frete os 3 plateia do painel whext

O público do Rio2C teve a oportunidade de saber um pouco mais sobre a segunda edição do festival destinado à discussão sobre a transformação na comunicação das marcas na produção audiovisual. “Eventos da Indústria Criativa: WHEXT” foi o painel apresentado pela APRO e FilmBrazil no Espaço Be Brasil, reservado pela Apex-Brasil, e teve apresentações de Alê Lucas, sócio e diretor da Bossa Nova Group; e AlexMehedff, sócio-diretor e CEO da Hungry Man. A mediação foi de Marianna Souza, gerente executiva da FilmBrazil.

A plateia ouviu sobre o conceito e importância do evento centrado nos rumos da produção audiovisual e as mudanças no próprio mercado de comunicação e mídias, consequência das expansão do digital. A segunda edição do WHEXT acontecerá em 30 e 31 de outubro, no Centro Britânico, em São Paulo.

Mehedff falou do processo de criação do WHEXT, explicando o conceito do evento, resumido no seu próprio nome: uma contração para “what’s next”, exatamente a dúvida sobre o que vem aí no mercado e que abre espaço para novas ideias e discussões. Para ele, o WHEXT tem essa característica de levantar esse debate, num mercado que está passando por mudanças rápidas e onde se exige que também haja mudanças nos modelos de negócios entre as marcas, os intermediadores (as agências de publicidade) e as produtoras. “As agências têm dificuldades de transformação e o WHEXT é também um local para aproximar os intermediários. Trabalhamos com eles, mas somos contadores de histórias, o que é uma arte, um craft. E a forma e o formato também mudam”, assinalou.

painel whext lateral Boa

Alê Lucas – cuja trajetória no mercado profissional incluiu primeiramente a área de criação de agências para depois ir para a produção – lembra que a indústria brasileira de publicidade é uma das quatro mais importantes do mundo. Para ele, a recente onda de fusões e aquisições dos grandes grupos e agências era mais do que necessária num segmento em grande transformação. Ele exaltou o sucesso que foi o WHEXT já na sua primeira edição, em 2017, para ele um marco no próprio reconhecimento da importância da produção. “É a festa onde você vai encontrar a pessoa certa”, sintetizou.

 

Marianna Souza conta como o WHEXT busca trazer para cá também as experiências e avanços verificadas nos eventos internacionais frequentados pela FilmBrazil, especialmente em educação – ela citou parceira com o D&AD e workshops com a London Film Academy, tudo já garantido para a próxima edição. “O WHEXT veio para somar e criar uma plataforma muito importante para o mercado”, afirma. Ela apresentou um vídeo sobre a edição de 2017, com os depoimentos dos profissionais do mercado.

Este ano o WHEXT contemplará premiação aos profissionais de produção. Para Alê Lucas, a premiação é muito importante, haja visto o reconhecimento que já há aos profissionais brasileiros lá fora. “Em Cannes, no ano passado, foram 5 brasileiros que atuam fora do País levando Grand Prix; se somarmos a eles os prêmios dos profissionais do Brasil, certamente devemos ser a delegação com maior número de Leões”. De acordo com Lucas, o prêmio vai ajudar a divulgar as atividades de arte dos profissionais brasileiros. Mehedff lembra que o próprio Festival de Cannes surgiu como um evento das produtoras, que ao longo do tempo foi sendo absorvido elas agências.  Para ele, as produtoras precisam de mais diálogo, pois no fundo são as provedoras de solução: “Estamos vivendo o momento de aproximação com as marcas. O digital mudou tudo. As marcas já sentem que precisam contar outros tipos de histórias além dos 30 segundos. Muitas vezes as agências vão participar disso, outras vezes, não”, assinala o sócio da Hungry Man.

Tags:

Você também pode gostar de

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *